Siga-nos nas Redes:

Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva

Notícias

Realizado pelo quarto ano consecutivo durante a SBAD, o Curso de Pós-Graduação SOBED/ASGE recebeu um ótimo público para discutir o cenário atual, os avanços na prática endoscópica e o próprio desenvolvimento tecnológico na área.

Na primeira sessão de palestras, moderada pelo Presidente da Comissão Científica da SOBED, Angelo Ferrari Jr. e pelo membro da mesma comissão, Fauze Maluf Filho, os convidados discutiram temas como a incorporação de recursos – como a magnificação de imagem e a endomicroscopia confocal – na prática diária, com a apresentação de Adriana Vaz Safatle-Ribeiro; e a relação entre os aparelhos ultrafinos e a realização de endoscopias digestivas altas sem sedação, por Vitor Arantes.

Por fim, o norte-americano Adam Slivka apresentou aspectos do reprocessamento, esterilização e/ou o descarte dos equipamentos endoscópicos.

Ao fim das apresentações, um interessante debate entre convidados e participantes sobre como tornar o diagnóstico endoscópico cada vez melhor e mais preciso a partir da associação de métodos, conciliando os aspectos de custo.

“Para mim, fazendo um resumo simplista das três apresentações do primeiro módulo, acredito que o futuro da endoscopia nos reserve um conflito entre o desenvolvimento de novos equipamentos endoscópicos com capacidades cada vez maiores de imagem versus a questão do reprocessamento do endoscópio. A indústria que atua nesse segmento precisará estar sensível a essa situação. Talvez a gente caminhe para um cenário com dois tipos de equipamentos: uns mais complexos e de alta capacidade e outros mais básicos que possam ser reprocessados e descartáveis de maneira mais simples.”

O Curso SOBED/ASGE segue hoje até às 17h30, na Sala 4, com módulos sobre hemorragia digestiva alta; endoscopia biliopancreática e o futuro da endoscopia terapêutica.


App da SOBED  
Baixe o aplicativo da SOBED e acompanhe as principais notícias da SOBED na SBAD.