Siga-nos nas Redes:

Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva

Notícias

Uma pesquisa da Faculdade de Medicina da USP, liderada pela Dra. Adriana Vaz Safatle-Ribeiro, coordenadora do Núcleo de Intestino Delgado da SOBED, venceu o Prêmio Octavio Frias de Oliveira em Inovação Tecnológica! O estudo avaliou o uso de uma sonda a laser na endoscopia, a fim de rastrear tumores de esôfago em pessoas que tiveram câncer de cabeça e pescoço.

O objetivo é facilitar o diagnóstico precoce, já que os fatores de risco são os mesmos e há maior probabilidade desses pacientes desenvolverem um novo câncer de esôfago. Com o incremento da sonda a laser é possível aumentar em mil vezes a imagem e ver em tempo real se as células são cancerosas ou não, sem necessidade de biópsia.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, a Dra. Safatle-Ribeiro afirmou que o método se mostrou muito sensível, com acurácia de 91,9%. “Isso pode mudar a conduta terapêutica e melhorar o prognóstico do paciente”, conta.

A Cerimônia

A entrega do Prêmio Octavio Frias de Oliveira aconteceu no dia 8 de agosto, no Teatro da Faculdade de Medicina da USP. “Foi uma honra! É um prêmio muito importante, em que apenas grandes celebridades da oncologia o recebem”, afirma a médica.

Os Drs. Ricardo Anuar Dib, Fauze Maluf Filho e Ulisses Ribeiro Jr. prestigiaram a Dra. Adriana Vaz Safatle-Ribeiro na cerimônia.